Radio

terça-feira, 7 de junho de 2011

EXERCÍCIOS DE LITERATURA (2º ANO MÉDIO) - A CARTOMANTE, MACHADO DE ASSIS.

Atividade 1

Em um grande círculo, com a participação de todos os alunos, promova a troca de opiniões sobre o conto. Poderá pedir a pessoas diferentes que, oralmente:

  • Resuma o texto.
  • Apresente a visão que teve sobre Vilela;
  • sobre Camilo;
  • sobre Rita.
  • Fale sobre o vocabulário usado por Machado

Importante: Professor, Machado de Assis é um autor que deve ser conhecido pelos alunos. O conto, por ser breve, pode ser lido na sala de aula, sob sua orientação e seus comentários. Suas observações poderão levá-los a perceber os aspectos principais do estilo do autor, a visão de mundo e a ironia machadiana. Machado tem uma visão crítica das relações humanas e sociais, em que predominam a hipocrisia e o egoísmo — e esses detalhes certamente provocarão muitos debates, criando oportunidades para a expressão oral e escrita dos alunos.

Atividade

Quando o texto já estiver bem entendido, colocar os alunos em grupo de cinco para discussão e anotação de respostas às seguintes questões. (Cada grupo deverá receber uma cópia impressa do texto e das questões).

I- A Cartomante é um conto que surpreende pela excelente estrutura narrativa, dividida em três partes. Demarquem onde começa e onde termina cada uma das seguintes partes.

1- Parte introdutória.
2- Parte crucial do conto.
3- Desfecho.

II- São falsas ou verdadeiras cada uma das seguintes afirmações? Justifiquem as respostas.

1- O conto A Cartomante, de Machado de Assis, mostra a visão objetiva e pessimista da vida, do mundo e das pessoas (abolição do final feliz).

2- A autor faz uma análise psicológica das contradições humanas na criação de personagens imprevisíveis, jogando com insinuações em que se misturam a ingenuidade e malícia, sinceridade e hipocrisia.
3- A citação de um autor clássico (Príncipe da Dinamarca = Shakespeare) promoveu a intertextualidade e fez o leitor refletir sobre a mesquinhez e a precariedade da sorte humana.
4- Os aspectos externos (tempo cronológico, espaço, paisagem) são pontos de referência, que merecerem destaque.

5- O que se pode entender por:

a- "No dia em que deixou cair toda essa vegetação parasita, e ficou só o tronco da religião, ele, como tivesse recebido da mãe ambos os ensinos, envolveu-os na mesma dúvida, e logo depois em uma só negação total". (12º parág.)

b- "Camilo era um ingênuo na vida moral e prática. Faltava-lhe tanto a ação do tempo, como os óculos de cristal, que a natureza põe no berço de alguns para adiantar os anos. Nem experiência, nem intuição".(17º parág.)

c- ... há vulgaridades sublimes, ou, pelo menos, deleitosas. A velha caleça de praça, em que pela primeira vez passeaste com a mulher amada, fechadinhos ambos, vale o carro de Apolo".(19º parág.)

d- " Rita, como uma serpente, foi-se acercando dele, envolveu-o todo, fez-lhe estalar os ossos num espasmo, e pingou-lhe o veneno na boca. Ele ficou atordoado e subjugado". (20º parág.)

Importante: Professor, há muitas outras expressões no texto que merecem reflexão, por ser na abordagem talvez já tenham sido discutidas.

III- Retirem do texto exemplos de:
metáforas
comparações
ambiguidade

IV- Lembrete: discurso indireto livre contém “conversas" que o narrador estabelece com o leitor, transformando-o em cúmplice e participante do enredo. Vejam o fragmento.
“Camilo saiu logo; na rua, advertiu que teria sido mais natural chamá-lo ao escritório; por que em casa?” Transformem esse fragmento que se encontra em discurso indireto livre em discurso indireto .

V-A história é narrada em terceira pessoa. Existe a presença onisciente do autor, que usa desta onisciência na narração e descrição dos fatos. O uso constante dessa voz é importante para dinamizar o relato da história acentuando os momentos dramáticos do texto e conflitos internos dos personagens, fortalecendo seu epílogo.
Se vocês concordam com a afirmativa acima exemplifiquem-na.

VI- Embora a trama gire em torno de quatro personagens principais Vilela, Camilo, Rita e a cartomante (não nominada), existem outros personagens que não participam diretamente na trama, mas são determinantes no enredo da história. A morte da mãe de Vilela, por exemplo, que é uma personagem secundária, tem papel fundamental no envolvimento amoroso dos personagens Camilo e Rita.
Expliquem essa afirmativa.

VII- Enriqueçam o trabalho com o texto de uma música que tenha relação significativa com a temática.

VIII- 1- Releiam o fragmento da chegada de Camilo frente à cartomante e descrevam os artifícios usados por ela para "adivinhar o que o preocupava".


2- Qual o sentido simbólico que a figura da cartomante pode assumir na história? Para o autor, que significado teria a crença das pessoas em cartomantes ou adivinhos? Por que o ser humano teria necessidade de iludir-se?

Um comentário: